IconeAMIGOS DO BERBIGÃO

O troféu "AMIGO DO BERBIGÃO DO BOCA" foi criado em 1996 com o objetivo de homenagear entidades, empresas ou pessoas que contribuiram decisivamente para o êxito da Festa.

Agradecidos por terem tomado parte no sucesso crescente que o Berbigão do Boca tem apresentado, listamos abaixo estes beneméritos, inesquecíveis colaboradores da festa oficial de abertura do Carnaval de Florianópolis.

1996 - João Marcelo Caetano (empresário paulista da Delta), Beto do Box 32 (emprsário) e Nego Tuca (in memoriam)

1997 - Eliana Loureiro da Silva (empresária do Box 32), Banda Amor à Arte (centenária instituição musical da cidade) e Heraldo Blum S. Thiago (empresário e amigo de todas as horas)

1998 - Angela Amin (Prefeita de Florianópolis), Cesar Souza (deputado estadual e empresário) e Saulo Silva (empresário do ramo publicitário)

1999 - Aldírio Simões (jornalista e agitador cultural), Pedrinho Bastos (servidor público)  e Airton de Oliveira (dirigente do setor turístico)

2000 - Oreste Melo (administrador do Mercado Público), J. Pacheco (comunicador de emissora de rádio e televisão), Pedrinho do Pandeiro (autor da letra e música do Berbigão do Boca), Hernani Hulk (Rei Momo) e Lélia Pereira Nunes (presidente da Fundação Franklin Cascaes)

2001 - Beto Laus (agitador cultural e emérito alegorista de bloco de sujos), Tullo Cavallazzi (maestro da Banda Philarmônica Desterrense e emérito alegorista de bloco de sujos), Yoldori Bittencourt (empresário e dirigente de bloco de sujos e escola da Protegidos da Princesa) e Miro, como era conhecido Cláudio Hahn da Silva (jornalista)

2002 - Ariel Bottaro Filho (jornalista), Carlos Silva, o Paru (empresário e eterno participante de bloco de sujos, sempre fantasiado de noiva), Fenelon Damiani (comunicador), Lizete Palumbo (parceira de Fenelon Damiani na vida conjugal e em todos os desfiles do Berbigão do Boca), Mário Vieira (eletricitário, um entusiasta do Berbigão do Boca) e Paulo Roberto Xavier (designer da maior competência, responsável pela identificação visual do Berbigão do Boca)

2003 - Irê Silva (bancário e folião incansável, criador do bloco de sujos Fecheclair de Ouro, que fechava o Carnaval de Florianópolis), Francisco de Assis Filho (administrador público e emérito batuqueiro), Renato da Silva (servidor público municipal), Ênio Norberto (conhecido como Ênio do Berbigão, por ser o único ambulante que sempre comercializou o molusco Berbigão durante o Carnaval) e  Ricardinho Machado (colunista)

2004 - Mapa Marketing (empresa de pesquisas), Marilia Silveira de Souza Brito (entusiasta do Berbigão do Boca, participando de todos os seus desfiles), Érico Valério (funcionário público e folião) e Maurício Amorim (ex Secretário de Turismo e colaborador de todas as horas do Berbigão do Boca)

2005 - Içurity Pereira (dirigente de empresa pública), Mário Bittencourt (dirigente da Fundação Franklin Cascaes), Sérgio da Costa Ramos (jornalista e escritor) e Som Cotempo (empresa especializada em sonorização)

2006 - Valter Galina (político), Marcelo Ferreira Lima (dirigente da Ambev), Marja Nunes (cidadã samba e produtora da festa de eleição da Rainha do Berbigão do Boca, além de ser sua Madrinha da Banda), SENAC (Serviço Nacional de Aprendizado Comercial, hoje Faculdade SENAC, co-realizador do Festival Gastronômico "Prato de Berbigão")

2008 - Gilmar Knaesel (Secretário Estadual de Turismo), Juliana Baracuhy (agitadora cultural e colaboradora do Berbigão do Boca como Designer de Moda) e Policia Militar do Estado de SC (colaboradora incansável em todas as festas do Berbigão do Boca)

2009 - Mário Cavallazzi (Secretário Municipal de Turismo), Cynthia Garofallis Silva (servidora pública), Alvin Spinosa (empresário com box no Mercado Público) e Escola de Samba Unidos da Coloninha (onde foram realizadas inúmeras festas de eleição da Rainha do Berbigão do Boca)

2010 - Licks (Superintendente da Ambev em SC), Lucilia Polli (dirigente da casa da Alfândega) e Telmo Mattar de Souza (ex Diretor-Secretário do Berbigão do Boca)

2011 - Patrícia Areias (ex rainha do Carnaval de Florianópolis e primeira Rainha do Berbigão do Boca), Alan Cardoso (agitador cultural e empresário, pandorgueiro e criador de Boi de Mamão, responsável pela confecção dos Bonecos do Berbigão do Boca), Angela Bastos (jornalista especialista em Carnaval, com atuante participação no Carnaval informal dos blocos de sujos) e Liga das Escolas de Samba de Florianópolis (parceira do Berbigão do Boca em inúmeras ações)

2012 - Na festa dos 20 anos de fundação, homenageamos os 7 fundadores do Berbigão do Boca, ocorrida na quarta feira de Cinzas do Carnaval de 1992. São eles: Paulo Bastos Abraham (Boca), Leonardo Garofallis (Nado), Ricardo Bastos Ferreira (Caco), Euclides Bianchini (Tico), Adil Rebelo Junior (Rebelinho), Sérgio Garcia Rebelo e Paulo Roberto da Rosa (Paulão da Loma Negra) 

2013 - Márcio de Souza, ex vereador, proponente vitorioso do enquadramento do Berbigão do Boca como Patrimônio Cultural (Imaterial) de Florianópolis; Tractebel Energia, empresa sediada em Florianópolis, colaboradora definitiva para o sucesso das 3 últimas edições da Festa; Cesário Felício Elias, incansável cozinheiro de 2 panelões de Caldinho de Berbigão (60 quilos em 2013), distribuidos gratuitamente aos foliões desde 2009; Chico da Peixaria, que colabora com o Berbigão do Boca, no fornecimento da matéria-prima para o Caldinho de Berbigão, além de comercializar as camisetas no seu estabelecimento; Fernando Reitz (Tochinha), além de folião incansável desde a primeira edição do Berbigão do Boca, colabora gratuitamente na infraestrutura da Festa.


Faltam 277 dias para o Berbigão do Boca 2019.